ARTE DAS LETRAS

domingo, 1 de abril de 2018

POESIA - AMANTES DESCONHECIDOS



AMANTES DESCONHECIDOS

Ontem, passei por você na rua.
Sequer nos olhamos.
Certamente nos vimos.
Evidente que fingimos.
Dois indiferentes.

Talvez tenhamos lembrado de algum momento vivido.
Com certeza lamentado outros tantos equivocados.
Dissabores.
Desgastes
Palavras felinas.
Feridas lancetadas.

Enfim aliviados!
Nos libertamos da gente!
Achei graça, até sorri por dentro pensando:
- E dizer que já fomos tão amigos!
Tão agarrados!
Tão amados!
Tão amantes!
Tão acoplados!
Hoje?
Distintos desconhecidos!

Didi Leite






Nenhum comentário:

Postar um comentário