ARTE DAS LETRAS

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

POESIA - HORIZONTE MAR

HORIZONTE MAR

Ali,
lá,
acolá,
para lá da barra do horizonte  mar
até onde não se vislumbra seu fundo,
deve ser nesse lugar que se precipitam
os sonhos, as ânsias e os  medos.
Também os amores acabados,
as lágrimas das perdas,
da consciência do tempo  desperdiçado
com o em vão
o não e o eterno talvez...
Será para lá ou de lá que vão ou vêm
os lampejos de felicidade?
Talvez!

by Didi Leite



Nenhum comentário:

Postar um comentário