ARTE DAS LETRAS

sábado, 24 de setembro de 2016

POESIA - A ESPERA


                A ESPERA  
Esperar é difícil.
Ver as horas e os dias passarem
Enquanto se espera algo.
Parece que a eternidade veio a tudo
Envolver com uma lentidão irritante!

Na vida se espera tudo,
Só os acidentes e os incidentes
São imediatos e sem avisos.
Os acasos, as coincidências
Nos pegam sem sabermos que nos rondam.
Às vezes são bons,
Outras cômicos,
Até desagradáveis,
Podem trazer atrás deles estragos
Irreparáveis e lamentáveis.

A espera não casa com paciência,
Onde desta há uma total ausência.
A espera tem tudo a ver com ansiedade
Onde há entre ambas total identidade.
Paciência e ansiedade
São como água e óleo
Não combinam, não dão mescla.

Ansiedade palavra da hora
Pelos transtornos que causa a psique,
Hoje em dia tão em moda.
Angustiante esperar por respostas que não têm prazo.
Podem levar anos e até nunca chegarem!

 Sofre quem espera
A nota da prova de um concurso,
O resultado de uma biopsia
O teste de gravidez indesejada,
O dia do casamento

 Uma lide judicial
A vaga de um emprego
O voo distante trazendo alguém tão desejado
O dia do pagamento, quando o dinheiro já vai escasso,
O encontro com o amado
A hora do parto,
As férias para os tão cansados.
E até um milagre,
Que improvável é a obtenção.
Essa espera pode atravessar anos
E não se ter vida para ver.

Há quem ao esperar se entrega
Ferozmente ao trabalho.
Inventa tarefas para não sentir o tempo passar.
Outros caem em total letargia,
Nada fazem a não ser lamentar
De tanto esperar.

Quando espera, alguém
Canta, borda, pinta,
Dança, escreve, lê,
Compra, come, bebe,
Dorme e sonha.
Sonha que a resposta chegou!
Se foi boa ou não,
Que importa? É só sonho mesmo!
Pois no real, mesmo assim, continua esperando.
Quem espera sempre alcança!
Alcança mesmo?
Entra em cena a esperança,
Mas isso já é outra conversa!

by Didi Leite




Nenhum comentário:

Postar um comentário