ARTE DAS LETRAS

sábado, 11 de junho de 2016

CONTOS QUE TE CONTO - O DIA "D" DE ISABEL - Final


CONTOS QUE TE CONTO

                                 O DIA "D" DE ISABEL

                                                Final

                                .... continação

Neste instante, uma voz esganiçada lá do meio da igreja grita:
- Seu padre, esse cachorro não pode se casar com essa moça porque ele me enganou, me embarrigou, me deixou prenha no altar deste anjinho aqui, tive meu filho sozinha. Depois, há uns meses atrás, tornou a me engambelar dizendo que a noiva não era páreo para ele, que eu sim é que era mulher boa de cama, e pimba! Me fez outro filho, esse que está aqui dentro deste barrigão. Ele é um pai descarado que engana duas vezes uma mulher, faz os filhos e agora vem casar com essa porque, segundo ele, ela tem grana.

E a mulher empurrou um garotinho mal vestido e sujinho dizendo:
- olha lá teu pai, Jiliarzinho, vai tomar a bênção a ele.

Casamento interrompido.  Noiva desmaia, todo mundo corre pra acudir. Criado o maior furdúncio  na igreja.  Noivo desnorteado, gente falando, olhando com olhos de censura, admiração e raiva. O altar virou uma barafunda danada.... Ninguém se entendia.  Escândalo geral.

Isabel aproveitou  a confusão e esgueirou-se rapidinho do local,  puxando o menino pelo braço.

Depois de sair da igreja, Isabel se liberou do barrigão, entregou o garotinho à mãe junto com uma grana e voltou tranquilamente para casa.

- Gostou do filme, Belzinha? Perguntou a mãe.
- Adorei! Foi um filmaço.  Mãe, tô com uma fome!  Vou tomar um banho e fazer aquele lanche.

E  a moça saiu da sala cantando:
quaquaraquaqua quem riu
quaquaraquaqua  fui eu....
o vento que venta aqui
é o mesmo que venta lá....


                           FIM


by Didi Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário