ARTE DAS LETRAS

terça-feira, 5 de abril de 2016

POESIA - A REPENTISTA (fragmentos da Poesia)


A REPENTISTA  (fragmentos da Poesia)

Ela mesma se abismava com a facilidade
que tinha para rimar palavras em frases,
conversas e pensamentos.

Mas o que fazer com esse dom ?
Nada a se preocupar.
Era só seguir a vida,
e aproveitar isso para sair cantando,
escrevendo  e compondo.

Concluía que rimar não era difícil.
Difícil era dar sentido numa frase,
com palavras que se atraíam
e formavam ecos melodiosos,
como percussão marcada e
compassada de um relógio que batia.

Uma coisa ela sabia:
-  a vida não rima com nada. -

by Didi Leite





Nenhum comentário:

Postar um comentário