ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 30 de março de 2016

POESIA - O OBSCURO DO AMANHÃ


  O OBSCURO DO AMANHÃ

Não afirme nada do futuro,
O futuro é cortina no escuro.

Não jure para o futuro,
Certamente não se cumprirá,
Porque do amanhã quem saberá?

O sempre está no futuro?
E o nunca também?
Nunca o sempre se confirma,
Sempre o nunca existirá.

Porque o homem é falho,
Porque a gente mente,
E nem sente.
Sem querer, até por ato falho.
A gente nem sempre sente
O que deveras diz.
Muitas vezes fala,
Faz o que nem quis.

Uma coisa é certa.
Ninguém sabe o amanhã,
Da vida, da gente, dos outros,
Do mundo em que vivemos.
Uma dúvida que para sempre nos acompanha,
Que nunca desvendaremos.
Esperar a vida que viveremos!
Eis a melhor vida.
Viver e viver sem planos,

Deixar fluir e usufruir o melhor dos anos.   

by Didi Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário