ARTE DAS LETRAS

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

POESIA - O TREM


O TREM

Toda manhãzinha lá ia o trem passando,
apitando,
soltando fumaça,
ganhando espaço
até sumir na curva da estrada.

Quem será que partia?
Quem será que voltava?
O trem ia e vinha
em horas alternadas de manhã e tarde.

Aquele trem tinha esperança,
saudades, alegrias
que eternamente dentro dele viviam...
Olhe o trem que já vai...
Espere o trem que já vem...


by Didi Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário