ARTE DAS LETRAS

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

POESIA - ESTRELA VESPERTINA


ESTRELA VESPERTINA

Todo dia ao entardecer
lá vem ela.
Apressada!
É a primeira a chegar.
Brilha por uns minutos
solitária e absoluta no céu.
Estrela ansiosa,
vespertina, vaidosa
que vem no pedacinho da minha janela
brilhar faiscando num pisca-pisca sem parar.

Quando entra a noite
a perco de vista,
pois agora não é uma,
são milhares de muitas.
Que luzeiro!
São tantas que não dá para contar.
Onde está a minha apressada?
Já não sei onde possa estar.
Amanhã, amanhã
a gente se encontra no mesmo lugar.

by Didi Leite


Nenhum comentário:

Postar um comentário