ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

POESIA - ROLINHA VOOU, VOOU


ROLINHA VOOU VOOU...

O que faz aqui esta rolinha?
Entrou pela janela,
tonta, se amedronta ao menor ruído.
Debate-se e vai de encontro à vidraça,
pousa na cortina,
coração acelerado,
asinha caída e olhinhos assustados.

Ela se assusta comigo.
Eu me assusto com ela.
Penaliza-me seu bater de asas aflito.
Abro toda a janela afastando o vidro
que lhe tolhe a fuga.
Mas a bobinha não atina com a saída.

Tento espantá-la,
tento em vão que se vá.
- Não vou lhe fazer mal, rolinha tola!
- Não vou bica-la moça boba!
Enfim, ela zarpa num voo direto à liberdade.
Ficamos aliviadas,
ela por se ver livre de mim,
eu por vê-la partir enfim.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário