ARTE DAS LETRAS

sábado, 9 de janeiro de 2016

POESIA - ÓCIO ABENÇOADO



ÓCIO ABENÇOADO

Estou num dia domingueiro,
sem horário,
relógio relegado à gaveta.

Pipas coloridas cruzam o céu
azul de brigadeiro
disputando espaço com
andorinhas e coleiros.

Fecho os olhos num ócio abençoado!
Só barulhos lá longe
da rua embalam meus ouvidos.

São ruídos domingueiros.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário