ARTE DAS LETRAS

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

POESIA - DA VARANDA


DA VARANDA

Da minha varanda fico admirando
as   obras da natureza.
Ora vai joaninha na folha,
ora cigarra canta na tamarindeira,
outra é uma borboleta sonhadora
que pousa num ramo de alecrim.
E olha a lagarta comendo
folhas da roseira!
Acho graça e penso:
como pulsa a vida neste jardim,
vida corriqueira...
Simples assim!

by Didi Leite


Nenhum comentário:

Postar um comentário