ARTE DAS LETRAS

domingo, 27 de dezembro de 2015

POESIA - DEIXA-ME SEGUIR PARA O MAR - MARIO QUINTANA


DEIXA-ME SEGUIR PARA O MAR   (Fragmento da poesia) - MARIO QUINTANA

Deixa-me ser
o que sou, o que sempre fui, um rio que vai fluindo...
Toda a tristeza dos rios

é não poderem parar!

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário