ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

POESIA - DE PEQUENAS BELEZAS


DE PEQUENAS BELEZAS

No vão da janela
há um vaso florido.

No galho de uma trepadeira
uma canarinha faz seu ninho.

Na vidraça do quarto lateral
debate-se um besouro.

No córrego cristalino
peixinhos  nadam sozinhos.

Na cortina rendada da sala
uma borboleta repousa docemente.

No céu que tudo cobre
deslizam nuvens flutuantes.

No tronco da amoreira
uma cigarra canta sibilante.

Na cadeira de balanço da varanda
tudo isso admiro
e me extasio com a serena natureza.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário