ARTE DAS LETRAS

terça-feira, 24 de novembro de 2015

POESIA - HERANÇA DA ALEGRIA


   HERANÇA DAS ALEGRIAS

Ganhei modos de me cair nas tristezas nessa vida,
para se ser triste não carece de tragédias.
Mas na vida não botei drama,
peguei meu embornal,
saltando qual sapo
nos cílios dos rios
fui vivendo e vencendo
ciladas aqui,
desconfortos  ali.

Das perdas não verti  lágrimas eternas,
nada é mesmo pra sempre
nem da gente nem do mundo.
Então cada perda já estava no riscado
do mapa de minha vida.

No tempo que hora vigora
tiro sorrisos do coração
e a  alegria,
ah, essa é porque foi herdada,
herança de algum antepassado
que achava a vida um jogo engraçado.

E não é que essa tal de vida
é de fazer rir mesmo?
O quê!?   Dá pra levar a sério?
Mire e veja se não estou nas certezas.

by Didi Leite
Ilustração Imagem Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário