ARTE DAS LETRAS

domingo, 22 de novembro de 2015

POESIA - DE SEGREDOS


DE SEGREDOS 

Sossegue!
Não me conto aqui, não.
Segredos meus que são segredos
nem pra mim conto, não.
Não há confissão em nenhuma poesia,
há sim, o cantar de cenas e emoções
do dia a dia de todo mundo
e ninguém.

São histórias vividas por
tanta gente, das quais muitas
sequer guardei o nome.
Não me identifico,
não se identifique também,
tudo pode ser mera coincidência,
simples vivência...
Coisas da vida.
Minha poesia não é confessional.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google



Nenhum comentário:

Postar um comentário