ARTE DAS LETRAS

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

GOTAS DE POESIA - DE XAROPADA E TOPADA


DE  XAROPADA e TOPADA

Sempre teimava chorosa
que ele não a amava.
Ele paciente repetia
juras e mais juras de amor.
Ela se fazia de coitada
e lá vinha com a mesma xaropada.
Cansado  e enjoado o que fez?
Foi  embora.
Coitado! Ainda deu uma topada

que o fez parar longe de vez! 

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário