ARTE DAS LETRAS

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

CONTOS QUE TE CONTO - A ILHA DA PEDRA BRANCA - 22o. Capítulo


A ILHA DA PEDRA BRANCA   -   Romance

                                         22o. Capítulo

                                         ...continuação

Elizabete censurava em seu íntimo aquela circo que Ricardo armara.

- A instalação dentro das suas casas os funcionários vão fazer, e mostrar como se usam essas televisões.
           Caetano pediu um minuto de silêncio e um funcionário hasteou a bandeira Nacional no mastro que mandou instalar perto do galpão da escola. Ricardo colocou a gravação do Hino Nacional no DVD e todos foram convidados a cantar o hino. Ninguém sabia cantar. Só Caetano, Ricardo e Celso balbuciavam pequenos trechos do hino, os mais conhecidos. 

          O Prefeito fez menção de se despedir, olhou para Ricardo como se quisesse dizer: - Agora chega,  né?
Dona Ceição ofereceu que tomassem refresco,  mas Caetano agradeceu dizendo que ainda tinha outra inauguração a fazer.    Ricardo falou para Getúlio e Cauê que na próxima segunda-feira chegava com sua equipe e equipamentos para começarem a gravação da novela.  Naquela semana mesmo, funcionários da TV NORTE SUL viriam preparar as coisas para a chegada deles. Todos se despediram e foram embora.

Os moradores ficaram encantados com todos aqueles presentes, menos Cristóvão que olhava tudo com desconfiança de tanta bondade. As crianças e os jovens queriam ver televisão, aquela grande  e colorida, o dia inteiro. As moças se deliciavam com os anúncios de artigos de beleza e moda.
Mas vó Miranda disse que era preciso não descuidar das obrigações de cada um. Ficou estabelecido que televisão só depois do fim de tarde. Os homens da companhia de eletricidade instalaram pontos de luz nos cômodos em que cada um indicou que queria luz, como quartos,  cozinhas e banheiros. A ilha ganhou vida nova.
              Ainda naquela semana chegaram vários técnicos da TV para começar a armar o ambiente de trabalho para os diretores, artistas e o resto do pessoal de apoio à gravação da novela. Não havia quem não perdesse tempo olhando e imaginado como seria tudo aquilo em uso.  Mas Cristóvão, sempre pessimista, olhava e dizia meio debochado:
- Se der um vento daqueles, isso tudo vai voar longe!
- Deixa de olho azarado, Cristóvão! Disse Jani.

Enfim, chegou o dia do início das gravações. Cedo um grande iate vinha se aproximando da ilha. Ninguém viu. Os pescadores ainda não haviam chegado à praia de volta do mar. As famílias do ilhéus dormiam. Ricardo mandou que não chegassem berrando nem falando alto na areia, afinal ainda não eram cinco horas da manhã. As primeiras gravações pediam cena de amanhecer na praia.

 Impossível manter silêncio, com tanta gente, tanta bagagem. As artistas estavam reclamando de sono, os artistas se aprontando na tenda do camarim. Ricardo deu um ultimato:

 - Quinze minutos, em quinze e começamos a gravar.  Tudo pronto, todos em seus lugares marcados.  Ricardo gritou: - Gravando! 
Neste momento Fininho começou a latir e atrapalhou tudo. A moça que ficava na areia se assustou com o cão e com medo, saiu do lugar e correu para a tenda de maquiagem. Ricardo bufou de raiva.

- Quem vai prender este cão?  Minha Nossa Senhora, começaram os problemas!
Nesta hora, apareceu Sebastião que chamou Fininho. Ricardo pediu ao rapaz se podia, por favor, tirar o cão dali, pois precisava de silêncio para gravar aquela cena. Sebastião levou fininho embora. Ricardo mandou que assumissem seus lugares e gritou:
- Gravando!

Os pescadores começaram a chegar à praia com seus barcos e pescados. Viram toda aquela parafernália montada e quietos descarregavam seus barcos. Sem eles notarem, Ricardo aproveitou e filmou todo o movimento deles. De repente, dois atores entram em luta corporal e rolam na areia. Cauê e Donato ficaram espantados com a briga.
- Mas já estão brigando assim? É briga de ator no início da novela? Disse Donato.
- Briga nada! Eles tão fingindo que brigam, mas nem se esmurram! Falou Zé da Conceição.
- Coisa mais maluca! Disse rindo Cauê.
Ricardo olhava e mandou:
 - Corta!

                                                             continua...

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google




Nenhum comentário:

Postar um comentário