ARTE DAS LETRAS

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

POESIA - TEU MEU CHÃO


TEU MEU CHÃO

Quanto mais as horas passam
mais anseia meu coração.
Da janela avisto, muito azul diluída,
a paisagem do meu chão.

Agora mais perto vejo o contorno do relevo
volteando a baia,
minha terra, minha cidade querida,
meu Rio de Janeiro.
É emocionante,
delirante
e deslumbrante tudo o que se descortina,
que me é intimamente familiar.
Não há palavras pra dizer:
como gosto do meu berço.
Na emoção do regresso
ver essa generosa beleza,
colírio para os olhos,
que se misturam às lágrimas que águam o olhar.

Enfim, desço e piso no teu meu chão.
Rio, como adoro você de montão!

Só quem viajou e voltou pelo ar
sabe desta sensação de chegar....

by Didi Leite






Nenhum comentário:

Postar um comentário