ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

POESIA - MÃOS NO PÃO OU NA POESIA?


MÃOS NO PÃO OU NA POESIA?

Minhas mãos não tecem rendas,
elas não são artesãs das linhas.
Minhas mãos não fazem doces e guloseimas,
elas não sabem do fogão as prendas.
Minha mãos não fazem bolos,
elas não sabem coisas de fornos.
Minhas mãos não tocam piano ou violão,
elas não entendem de música.
Minhas mãos não fazem pão,
elas não têm intimidade com fermento e farinha.

Minhas mãos procuram palavras,
recolhem uma a uma com suavidade
e distraídas vão compondo poesias,
que de certo vão crescendo
não pelo efeito de fermento,
mas pela emoção brotada do coração.

Arrisco dizer que a poesia
é renda fina,
é doce como mel,
é macia como bolo saído do forno,
tem a musicalidade de uma sinfonia
e é como pão abençoado que alimenta a alma.

Entre o pão e a poesia?
Ah, claro que fico com a emoção!

by Didi Leite
Ilustração por transparência de imagens by Didi Leite
Fonte das imagens: Google







Nenhum comentário:

Postar um comentário