ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

CONTOS QUE TE CONTO - A ILHA DA PEDRA BRANCA - 6o. Capítullo


A ILHA DA PEDRA BRANCA    -   Romance

                                    6o. Capítulo

                                    ... continuação


Sebastião é filho de Zé da Conceição, mas não pesca com o pai. O rapaz é artesão da madeira, faz entalhes, esculturas, é na verdade um artista. Seus trabalhos são vendidos lá no continente, e ele os vende muito rápido, visto a beleza que são. Logo ele recebe mais encomendas e assim está sempre sentado com seus entalhes nas mãos. Ariel, moça brejeira, está sempre grudada em Sebastião, ficam horas conversando. A moça fica falando para o rapaz que eles deviam ir embora da ilha, lá fora ele ganharia mais dinheiro. Ariel nutre um sentimento interesseiro por  Sebastião, pois vê nele uma chance de sair da ilha. Este gosta mesmo de Ariel, mas sempre diz que não pode abandonar os pais que já estão velhos. Cita o exemplo de Cristovão. A que Ariel responde:
- Mas você não abandonaria seu Zé  e dona Betina, nós voltaríamos de vez em quando aqui pra visitar, passar uns dias...Se você gosta de mim como diz, devia pensar no que estou dizendo: - Irmos embora desta ilha e ganhar a vida, viver a vida fora daqui. Aqui a gente só tem essa vidinha que a gente leva. Vida pequena.
- É Ariel, mas é uma vida segura. Junto da nossa gente.
- Sebastião, isso é vida de caiçara. Nós sempre vamos ser caiçaras.
- Não sei. Não sei, não! Isso é coisa pra se pensar muito.
- Ah, então fica aí pensando, Sebastião!
E a moça saiu de perto do rapaz e foi para casa.

Numa noite de ciranda, noite de lua nova, estava tudo mais escuro, a fogueira já ardia no terreiro e vó Miranda ainda não tinha começado a cantoria, quando Donato viu Jani sentada nas pedras, lugar mais afastado. O rapaz foi para junto da moça e resolveu falar dos seus sentimentos e interesse por ela.

- Jani, tá aí sozinha, cadê Açucena, Ariel e as outras moças?
- Não sei. Tão vindo aí daqui a pouco.
- Jani, eu conversei com Cauê e ele até aprovou, queria falar com você.
- Falar o quê, Donato?
- Que eu acho você uma moça muito bonita, que eu gosto de você, e queria que você fosse minha namorada.
Jani ficou surpresa e irritada com a declaração do rapaz de que já havia falado com Cauê.
- Donato, eu gosto de você, mas não sei se é pra namorar. E Cauê não manda nos meus sentimentos. Cauê não manda em mim. Ele fica tomando conta de mim, fica no meu calcanhar como se fosse um cão guardador, que nem o Fininho. Você não tinha que falar nada com ele.

- Jani, o Cauê é meu amigo, se ele não me aprovasse ia ser difícil a gente namorar. Ele ia fazer guerra. Mas não falei por mal. Também não é pra você se aborrecer. Jani eu te gosto há muito tempo.
- Donato, vou pensar em tudo isso e mais o que estou pensando, coisa que não posso lhe contar agora. Depois eu lhe dou uma resposta sobre namoro, olhe já vem vindo Ariel e Margarida. Depois a gente fala.

Donato viu as moças chegarem, cumprimentou-as e saiu para as bandas dos comes e bebes que já  estavam  na mesa ao ar livre.
As moças acharam Donato com a cara diferente e Margarida perguntou a Jani:
- Que bicho mordeu o Donato? Ele tava com cara de chorão.
- Nada demais, ele tava me pedindo em namoro, disse que gosta de mim.

Nesse instante, Margarida ficou séria e curiosa. Margarida tinha um sentimento escondido por Donato, mas o rapaz  não notava. Ela muito tímida, nunca falara desse sentimento para ninguém, nem para as amigas.
Era segredo do seu do coração. Ela indagou a Jani:
- E você, o que foi que você disse? Você também gosta dele?
- Ah, não sei. Não disse nem sim nem não. Tô com muitas coisas aqui na cabeça. Disse que depois eu respondia.

- Jani, o Donato é um rapaz bonito e de muito bom coração. Falou Ariel.
- Mas ela tem que gostar dele, se assim não for, eles não devem namorar.
Retrucou Margarida.


- Ih! Gente, não vamos falar disso. Tem coisa mais importante no meio. Hoje, o Januário me disse que o carro da TV tava outra vez lá na Prefeitura.

                                                              continua....

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google



Nenhum comentário:

Postar um comentário