ARTE DAS LETRAS

sábado, 5 de setembro de 2015

POESIA - SÓ UM OLHAR DE SAUDADE


SÓ UM OLHAR DE SAUDADE

Da murada desta ponte
absorta miro a esticada paisagem
e nada vejo.
Vislumbro, sim, no fundo de mim
esmaecida passagem
que se entremeia com o que agora olho.
Vejo um ontem longínquo
da vida que não vivi,
que tanto investi,
e com um gesto impensado destruí.

Tudo se desfez como espuma de sabão.
numa noite longe,
onde você ficou pra sempre.
Esperei em vão
que você me viesse encontrar
mas tudo ficou e está lá parado no passado.

Olho e vejo você
da murada desta ponte,
é só um eterno olhar de saudade
para um horizonte distante...

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário