ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

POESIA JUVENIL - A MOCINHA MENINA


A MOCINHA MENINA

Estica um pezinho na adolescência
enquanto o outro fica preso na infância,
a menina quer ser mocinha do gloss
mas arruma as bonecas enfileiradas na cama.

Cola no armário fotos em cascata dos seus ídolos,
empilha CDs de Justin Bieber,
e desenha corações e estrelinhas na agenda.
Leva horas no smart com as amigas,
e faz caras e bocas de beijinhos pra self.
Come bife com batatas britas,
 e não larga mão dos achocolatados.
Diz estar de dieta eterna
enquanto devora chocolates recheados.

Menina mocinha, mocinha menina,
dos sapatos, sapatilhas e sandálias coloridas
já de olho num saltinho e no primeiro sutiã.
Unhas no capricho,
arco-íris de esmaltes,
em cada dedo um festival de desenhos
pra cada unha uma cor.
Os cabelos são seu tormento,
ora lisos, compridos, isso de manhã
logo à tarde baby liss neles.
Pulseiras, pulseirinhas e reloginhos
uma variedade de cores.
Mochilas e bolsas de montão.

 Tão menina, tão mocinha
e nem sabe que o tempo passa ligeirão.
Pega leve, garotinha
não se apresse, que daqui a pouco
já vai ter idade pra tomar decisão.

Vai estudando por enquanto,
meu bem
pra quando  chegar o enem!


by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário