ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

POESIA - SABEDORIA DA SOFRÊNCIA


SABEDORIA NA SOFRÊNCIA

Infinito é o saber.
Particular e reduzida é a sabedoria.
Por mais que se busque e ache,
mais perguntas nascem
menos respostas se têm.

As sabedorias são diversas
dos de perto
e dos de longe,
mas em comum
o homem,
 ser daqui e de lá.
Onde há sabedoria
de certo há gente.

O saber está nos livros,
a sabedoria nos viveres das gentes
que vivem, revivem,
observam e guardam
nas lembranças,
nas retinas
e nos ouvidos.
Sabem porque sentiram nas entranhas da alma,
ou porque se exemplaram nas vivências
aconchegadas dos de casa.
Aprender vivendo
nas passagens espremidas dos dias
de horas silenciosas de dores,
de risos acanhados
e nas lágrimas que as costas das mãos secaram.

Portanto,
o riso da felicidade não ensina,
sabedoria das lágrimas é que ensina de verdade.
É na sofrida vida
que se tem lição de sabedoria
no vero.
Isso é assim e fica valendo
 pro sul de ponta embaixo,
 por norte de ponta acima,
lá nas bandas do leste oriente,
até os confins do oeste mais ocidente,
que no fim emenda no oriente.
Assim é a redondeza da sabedoria,
minha gente!

by Didi Leite
Ilustração Imagem Google



Nenhum comentário:

Postar um comentário