ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

POESIA - CHUVA MIUDINHA


CHUVA MIUDINHA

Essas manhãs molhadinhas,
com gotas de chuvas educadas
que caem de mansinho pra
não acordar a gente,
trazem silêncio que convida
a virar no travesseiro
e dormir mais
até a preguiça bocejar
e a gente enfim levantar.

Também os passarinhos
não querem acordar!
Encorujados  de bicos fechadinhos,
cadê de cantar?  

by Didi Leite

Ilustração Imagem Googl


Nenhum comentário:

Postar um comentário