ARTE DAS LETRAS

quarta-feira, 22 de julho de 2015

POESIA - CONFIDÊNCIAS AO MAR


  CONFIDÊNCIAS AO MAR
 Nas franjas do mar sentada
entrego a ele  segredos  tão profundos
como tão fundas são as águas
que me vêm murmurar cantigas
de muito além,
talvez sejam segredos de outro alguém .
O mar não  conta o que lhe digo,
nem me diz nada de ninguém.

Nas franjas do mar molho meus pés,
enquanto lágrimas teimosas
querem de mim saltar
 e se misturar ao sal das águas desse mar.

Somos dois confidentes,
ele a me ouvir
e eu a escutar o seu cantar...
Entrego a ele toda a tristeza
que vive silenciosa na minha pobre mente.
Nas franjas do mar  sozinha

eu sou eu verdadeiramente.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário