ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 23 de julho de 2015

CONTOS QUE TE CONTO - O JANTAR - 2a. Parte


CONTO
                                        O JANTAR

                                                           2a. parte

                                                           ... continuação  


. Realmente os dois faziam um belo par!

          Ele morava numa pensão no bairro de Fátima.  Ela pegava o trem na Central e  ia até quase a última estação da linha. Os dois  moravam bem distantes um  do outro.
           Uma sexta feira, O rapaz convidou a moça para se encontrarem no sábado.  Ele a esperaria na estação do trem, na Central.  Ela  preveniu que não poderia ser muito tarde, pois a volta era um tempão.  Então combinaram o encontro para às cinco horas da tarde.  Combinados.   Ele disse-lhe que queria levá-la para jantar num lugar muito  bonito, no Flamengo, de frente para o mar.  Ela iria gostar. 
          O relógio marcava cinco horas e seis minutos e nenhum trem chegava, e Maria do Céu também não. Cristionor estava impaciente, desconfiado, meio temeroso de ter levado um bolo da moça.  Mas não ! Lá vinha chegando um trem.  Cristionor de olho fixo nos passageiros que desciam dos vagões.  O rapaz deu um sorriso de alívio, vinha caminhando apressada Do Céu. Eles se encontraram, sorriram e ela foi logo dando as desculpas pelo atraso dela, o do trem ela não  tinha culpa.  O trem ficou um tempão parado na estação do Engenho de Dentro.  Bem, não importava mais, agora estavam juntos e foram tomar um ônibus que passavam pela praia do Flamengo. Sentaram um pouco num banco dos jardins de uma pracinha. Conversaram falando do trabalho, falando do gerente da loja.  Ela falou da sua promoção para o Caixa.  Falou do lugar onde morava.  Ele falou que, por hora, estava morando numa pensão, mas estava procurando um apartamento para alugar, por ali mesmo. Gostava de morar perto da cidade.  De repente, se deram conta da hora e foram andando para o restaurante que ele disse ser bom.
          Chegaram ao restaurante, Cristionor parecia conhecer o Garçom. Pediu ao ¨chapa¨ que arranjasse uma mesa de frente para o mar.  O colega lhe disse:  - Deixe comigo.
Sentaram-se num bom lugar.  À mesa, torradas , bolinhas de manteiga, picles de pepino, cenoura, cebolinhas miudinhas e azeitonas.   Do Céu olhava aquilo tudo e não sabia o que era para fazer.  Ficou olhando para as azeitonas, e o rapaz antes que ela  pegasse alguma, disse-lhe: - não come isso aí, vou pedir uma entrada muito melhor para nós.  
                                                            continua...

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário