ARTE DAS LETRAS

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

CONTOS QUE TE CONTO - LARISSA - 1a. Parte


CONTO
                     LARISSA

                                 1a.Parte

               -   Larissa!  Larissa!  Onde você está?
Assim gritava Leonardo ao entrar em casa com as duas crianças, seus filhos, Bianca e Marcelo.  Encontrou a mulher ouvindo música, Mozart, na sala que servia de biblioteca e também para ouvir música.  A mulher estava sentada numa poltrona, olhos fechados, e. no som. Mozart em volume bem alto.  O marido entrou na sala, desligou o som e gritou o nome da mulher: - Larissa!   A mulher assustou-se.

- O que foi?  Por que fez isso?
- O que foi?!  Você esqueceu das crianças!  Sabe que horas são?!
- Não! Eu não esqueci delas, eu me distraí...
- Você se distraiu aí, ouvindo estas músicas, talvez lendo, e as crianças ficaram lá na escola esperando você aparecer para apanhá-las.  A diretora da escola me ligou, sorte que eu ainda estava no escritório. Ela me disse que já havia ligado para você, mas ninguém atendia.  E as crianças lá sozinhas, no fim do horário das aulas, esperando  que você fosse buscá-las, esperando pela mãe!  E a mãe aqui em casa ouvindo Mozart!  Isso não é esquecer?!
- Eu lembrei, mas depois , eu ia ouvir só mais um trecho da música.  Aí, não notei mais a hora... 

Larissa começou a tremer, e os olhos ficaram cheios d´água. Não conseguia falar mais nada, estava a ponto de cair em prantos.

- Larissa, assim não dá! Você, quando pega esses livros ou quando escuta música, sai da realidade!   Em que mundo você vive ?!   Você tem dois filhos! Você não pode botar essa tal  arte na frente dos seus filhos, da sua casa, da sua família!  Você parece uma alienada, parece que vive fora da realidade!

- Não fale assim!  Leonardo, eu cumpro os meus deveres de mãe e dona de casa!  Você está falando de um jeito, como se eu fosse louca!
- Você não é louca!  Antes fosse, pois eu a internava e resolvia o problema!

Nisto, as crianças entraram na sala correndo, e Bianca falou à mãe:
- Mãe, eu vi um coelho hoje, tava na mão da tia. Ele era branquinho! Mãe, compra um coelhinho pra mim?
- Compro, meu amor!  Você estudou muito hoje?
- A tia contou a história do coelhinho, eu fiz desenho, dormi e comi um monte de biscoito.
- É mentira dela, é mentira dela!   Falava o irmão Marcelo.
- Não é mentira nada!  Seu bobo!
A mãe abraçou os filhos e lhes disse ao ouvido:
- Nada de briga. Vamos tomar um bom banho  e depois jantar?
- Mãe, deixa eu botar a banheira pra encher?  Pediu Marcelo.
- Deixo. Vamos juntos brincar de piscininha? Disse a mãe carinhosamente.

                                                     continua......

by Didi Leite

Nenhum comentário:

Postar um comentário