ARTE DAS LETRAS

sábado, 31 de janeiro de 2015

POESIA - EXERCÍCIO DO ÍDOLO QUEBRADO


 EXERCÍCIO DO ÍDOLO QUEBRADO

Vou fazer um exercício,
vou destronar falsos ídolos do pedestal.
Vou exercitar a ausência,
a  nenhuma importância,
que a qualquer pessoa ou coisa
possa ter consentido um dia dar.

Ninguém ou nada é importante,
Se a elas não dedicamos tamanho emblema.
Se ninguém sobressai é porque loas
não lhe cantaram.

Deixá-las numa linear rasteira.
Desfazendo-lhes a fama,
caídas no anonimato incrível,
sejam os propensos estimados,
ou os concretos antagônicos,
que se verão como folhas de papel
amassado, uma verdade terrível,
não ter mais importância,
distinção alguma.

Nada mais são e deles ninguém
lembrará, e assim esquecidos,
irão para um balaio qualquer,
ou na lata de um lixo morrer.

by Didi Leite
Ilustração Imagem Google



Nenhum comentário:

Postar um comentário