ARTE DAS LETRAS

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

CONTOS QUE TE CONTO - O SÍTIO DO VOVÔ BIU - 3a. Parte


Conto Infantil

                      O SITIO DO VOVÔ BIU

                                                             3a. Parte


                                                         ..... continuação

Todos responderam amém e começaram a comer.  Esta oração a menina aprendera com a tia Sonia, que elas  rezavam todos os dias em casa.

Comidinha gostosa preparada pela Vitória, que fez arroz branquinho, feijão de corda, carne de sol guisada, batatas fritas, muitos legumes e salada de alface com tomates vermelhinhos, tudo colhido da horta do sítio.
À tardinha, Vovô tirou um cochilo deitado numa das  redes da varanda, e as crianças se espalharam pelas outras redes para descansar do almoço.  Mas a menina Isabel ficou no jardim procurando as cigarras que cantavam, não achou, mas achou umas lindas joaninhas vermelhas passeando sobre as folhas das plantas. A menininha se encantava com tudo. Ela perguntou à tia Sonia:
- Tia Sonia, por que lá na cidade não tem joaninhas?
- Por causa da poluição do ar, a fumaça dos carros, poucas árvores, quase nada de vegetação, aí elas não têm meios de viver na cidade, só ficam aqui no campo.  
          
         
De repente, vovô Biu chamou  todos para darem um passeio até a beira do riacho e lá foram aos gritos e pulos, pela alegria passear. Pelo caminho encontraram balanços feitos de pneus  usados. Vovô Biu pendurou-os por uma corda, que  amarrou no galho grosso de uma árvore. E eles brincaram de balanço um tempão. Aqueles balanços eram deles, vovô fez pra eles. Chegaram no riacho, e a água era tão clarinha que dava para ver um monte de peixinhos nadando.
          

Todos molharam os pés e reclamaram que a água estava fria. Brincaram com a areia da beira do riacho, e as meninas foram catar pedrinhas coloridas. Zezinho e Pedrinho queriam entrar para tomar banho, mas vovô não deixou, pois estavam sem roupa de banho e iriam molhar a roupa que usavam.
Dona Vitória separou umas bananas e pôs numa fruteira sobre a mesa da varanda dos fundos da casa, ela ia fazer suas bananas carameladas para sobremesa do almoço do dia seguinte. Avisou que aquelas bananas não eram para mexer.
O cachorro Peralta seguia-os latindo e correndo, até parecendo que entendia das  brincadeiras das crianças.  Tudo era alegria. Vovô Biu disse que na manhã do dia seguinte eles podiam escolher se queriam tomar banho e nadar no riacho ou na piscina. A piscina ficava lá pros lados mais alto do terreno, próximo da casa.





Hora de subir e descansar! Lavar as mãos e irem para a mesa de jantar. Enquanto esperavam o jantar ser servido, Vovô Biu contou uma linda história do macaquinho Horácio que tinha a mania de roubar comida na cozinha.Todos  riram muito, e dona Ester veio avisar que o jantar já estava na mesa.

                                      continua.....


by Didi Leite
Ilustração Imagem Google
         

Nenhum comentário:

Postar um comentário