ARTE DAS LETRAS

domingo, 30 de novembro de 2014

POESIA - CHUVAS E SONATAS - Fragmentos da Poesia


CHUVAS E SONATAS (fragmentos)

Chuva fina,
névoa cinza que respinga na vidraça,
molha as cornijas e os beirais.
Lá fora o céu coberto de nuvem,
que se espalha feito fumaça

enevoando o ar.
..........................................

Chuva pequenina,
garoa fria que convida
a uma bebida quente,
que espalha fumaça no ambiente,
que convida a uma leitura distraída
de um livro ou uma revista,
Que convida a uma sonata ou a uma balada
de um piano distante.
.....................................................................
Chuva fina, chuva miúda
escorre na vidraça,
pinga nos canteiros, pinga da figueira
se espalha pelo ar,
umedecendo  minha visão.
Encharca a alma,
resfria meu pensamento,
e vai chovendo dentro do meu coração.

by Didi Leite

Ilustração Imagem Google


Nenhum comentário:

Postar um comentário