ARTE DAS LETRAS

sábado, 30 de agosto de 2014

CRÔNICA - PÉ NO HOJE E PENSAMENTO NO ONTEM




Pelo meu hábito de escrever sou levada a prestar muita atenção às pessoas e a tudo que se passa ao meu redor.  Assim, noto que todas as pessoas, inclusive os jovens adultos, vivem com os pés no hoje e volta e meia com os pensamentos no passado.

Não raro ouço aquele célebre início de conversa: Ah, antigamente... Ah, no meu tempo... Ah, quando eu era criança... Ah, no meu tempo de escola... Ah, nas festas que eu frequentava na juventude.... E vai por aí afora, ou por aí ao passado.

Todo mundo tem um tempo lá na memória que remonta ao passado, dias vividos e que de certa forma deixaram saudades. Nem tudo ou quase nada do que  se viveu ou fez em anos anteriores pode ser repetido.

Se pudéssemos reconstruir o passado para revivê-lo hoje, agora já não teria a menor graça. O contexto nunca seria igual. Quer coisa mais nostálgica do que encontro dos formandos de qualquer turma de faculdade de uns vinte anos atrás? É um encontro onde todos mudaram, casaram, são pais, mães, e, até avós. Conversam riem, mas fica sempre aquele gosto insosso de ontem que não é mais hoje.

E por que estou falando disso agora? Porque na rede social do FB vejo que as pessoas gostam de recordar, de postar um pedaço de um tempo que se foi. É através de uma música, de um filme, de um artista, de um ídolo atleta, de um lugar, de uma casa, de um doce, de roupas, sapatos que foram moda, de maquiagem, de brincadeiras de infância, de super-heróis em quadrinhos, de artes e artimanhas infantis, de férias escolares, da própria escola e até dos  pais e mães que se foram desta vida.

Mas isso é muito saudável e nos faz  entender o presente. Foi lá naquele passado, não tão distante porque a vida não é tão longa assim, que aprendemos a ser o que somos hoje. Lá começamos a construir os alicerces do nosso caráter, da nossa sensibilidade, da nossa cultura e da nossa idade adulta.

Já dizia a poeta popular: "recordar é viver, eu ontem sonhei com você".

Então vamos fazer de quando em vez um "revival".  Como dizia o outro lá: "isso faz parte".


by Didileite
Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário