ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 29 de maio de 2014

MÚSICA SEM FRONTEIRA - Canção do Mar - Dulce Pontes (legendado)




Silêncio! Vai se cantar o fado!

                                      Canção do Mar


Fui bailar no meu batel
Além do mar cruel
E o mar bramindo
Diz que eu fui roubar
A luz sem par
Do teu olhar tão lindo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo

Vem saber se o mar terá razão
Vem cá ver bailar meu coração

Se eu bailar no meu batel
Não vou ao mar cruel
E nem lhe digo aonde eu fui cantar
Sorrir, bailar, viver, sonhar contigo



Autores: Letra Anamar (Ana Maria Alfacinha) e música de Ferrer Trindade
Este fado teve duas versões para a letra a primeira Solidão e a segunda Canção do Mar.
Este fado é uma das músicas mais internacionalmente conhecida de Portugal, tendo sido gravada por vários outros cantores em outros idiomas. Há destaque  para a gravação de Amália Rodrigues, a maior fadista portuguesa, e para a gravação da cantora e atriz portuguesa Dulce Pontes.  Dulce imprimiu à música uma sonoridade árabe, influencia moura da península Ibérica. Dulce também procurou dar uma roupagem moderna ao fado. Vale ouvir e conferir toda a beleza da música, que a meu ver se sobressai à letra.

by Didileite
Fonte YOUTUBE

Nenhum comentário:

Postar um comentário