ARTE DAS LETRAS

terça-feira, 29 de abril de 2014

CONTOS QUE TE CONTO - Opção de Vida - 4a.Parte





     OPÇÃO DE VIDA 

                                                         ... CONTINUAÇÃO   
                                     
                                                                                    4a. Parte 


você, já comprou o peixe ?
- Ainda não.  Vou agora a Niterói, no mercado comprar o peixe. Vou rápido, pois está com jeito de que vai chover. Mas, de moto, vou e volto em uma hora no máximo.  Volto antes da hora do almoço.  Me espera para almoçar.  Você dá comida às crianças, que eu chego logo.  Um beijo, neguinha !
- Vai com Deus ! Cuidado hem !
Clara Maria e a irmã Elisa acabaram as compras e foram para casa.  Elisa deixou as compras na casa da irmã e foi embora para sua casa.

            Deu meio dia e meia, Clara Maria serviu o almoço das meninas, e nada de Estevão chegar.  Pelo tempo, já era para ele ter chegado.  O coração da mulher ficou apertado. Mas pensou:
 - Talvez ele não tenha encontrado o peixe, tenha resolvido ir a outro mercado, ou esteja em algum engarrafamento...  Mas engarrafamento para quem está de moto é fácil de vencer. 

              Uma chuva fina persistente caía sem parar.  E o pensamento de Clara Maria fazia conta: - ele ligou para mim eram umas nove e meia da manhã, agora já são quase duas horas da tarde...

             Ligou para a irmã, falou das suas preocupações. Elisa disse-lhe que ia para lá, para a casa dela. Foi. Mal Elisa chegou, o telefone tocou. Era um policial avisando que Estevão havia sofrido um acidente de moto na ponte, quase chegando ao Rio.  Clara Maria sentiu que o sangue lhe fugiu das veias.  Elisa ligou para o Evangelista, marido de Celina, contando-lhe o ocorrido.  Evangelista foi junto com Clara Maria ao hospital para onde Estevão fora levado. Elisa ficou com as sobrinhas em casa. Nada mais podia ser feito, Estevão chegou com vida ao hospital, mas não resistiu e morreu.

                                                           continua....


Nenhum comentário:

Postar um comentário