ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

POESIA - RECESSO



  RECESSO

Estou em recesso,
ou minha inspiração está empanada?
Nada me convida,
Nada me segreda  à alma.

Ontem uma borboleta negra entrou em minha sala.
Linda, misteriosa e inquieta
deu uma volta ao redor e se foi.
Pela janela entrou e por ela saiu.


A natureza sempre vem até mim,
de alguma forma vem bulir em sentimentos.
Mas estou em recesso.
Nada mais me ocorre dizer.
Era só uma borboleta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário