ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

POESIA - COMITIVA




                 COMITIVA

Para onde caminha esse gado,
que cabisbaixo, silencioso,
vai cortando estradas,
levantando poeira,
calcando pegadas no chão?
Gado de raça,
gado sem graça,
gado sem linhagem,
gado sem estirpe,
um gadozinho qualquer.

Gado marcado em brasa
de muitas linhas,
símbolos de donos.
Muitos donos e pouca vida.
Esse gado parece um comboio
Que não se separa
Até que, encurralado em magotes,
Vai um a um às mãos
Do magarefe.

Gado com sede,
gado da seca,
pele osso a se desmantelar
na eira ressequida,
onde se extingue de vez.
Esse não leva mais carro,
não puxa o arado,
não atende ao aboio.
Nem carcará sua carcaça vem rapinar.



Gado branco, gordo,
semen que vale milhão!
Gado rico
Nelore, Zebu,Caracu
que é lavado com xampu,
escovado e tratado como veludo.
Gado de exposição.
Mas é gado de manobra!
Nunca fez esforço, não.
Touro reprodutor,
Vaca de gordas tetas
Mil litros de leite a espirrar!
Gado de classe,
gado de corte,
gado de ordenha,
gado de leilão,
gado de feira.
Até gado tem destinos diferentes.


Tudo é força invisível
E ele não sabe disso, não.
Ele ignora que pode tudo isso destruir.

O boiadeiro tange a boiada
por veredas, rios, estradinhas
sob o sol, pelas chuvas
nas enchentes e atoleiros...





Atravessar rio de piranhas,
qual será o boi delas
para toda a boiada passar livre?
E lá vai a comitiva!
Cabisbaixa,  nem desconfia
da força que carrega nas patas,
nos chifres e no corpanzil.
Nada de estouro de boiada,
vai seguindo cegamente,
controlada e guiada.


E à frente o aboio tocando.
Vão por léguas e léguas
Até chegar ao destino,
uma outra fazenda,
para o abatedouro.
Triste o olhar desse gado,
olho de boi, de vaca, é tristonho
e conformado.
E assim, silencioso, sabe que chegou
ao fim a comitiva.
Pressente que chegou o momento derradeiro
da caminhada, porque ali
é o final de sua vida.

 Ó boiadeiro, toca o aboio
avisando que a comitiva chegou!


                                                                                  Direitos Autorais FBNRJ
                                                                                  Ilustração Imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário