ARTE DAS LETRAS

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

POESIA - COLIBRI




            COLIBRI

Bate asinhas frenético
desenhando um oito no ar!
Paradinho ante uma flor
quase não se veem
suas asinhas batendo sem parar,
apenas uma sombra em movimento.
Fica imaginando a forma mais delicada
de abordar sua musa.
Dá um salto e recua em marcha à ré
mirando e vendo a beleza da pequenina
flor que vai beijar.

Que beleza bem casada!
Você multicor em movimentos incessantes,
ela parada, silenciosa,
exibindo todo o seu garbo em qualquer tom.
Perfeição em forma e cor.
Ela esconde em seu âmago
o doce néctar que lhe ofertará.

Suavemente, você com seu longo bico
suga em doce deleite o manjar
que sua florzinha
graciosamente lhe dá.
Em troca, você carrega em seu bico
centenas de pólens que em outras flores,
num galho mais abaixo,
depositará.

Que obra magistral da natureza!
Vocês dois combinam, se doam
e nessa troca sem fim
as flores vão se espalhando e
perpetuando a espécie.
Flor em flor,
beijo em beijo,
pólen em pólen,
as floradas enchem os jardins,
os campos, as serras, e toda
a flora  agradece.

Meu delicado passarinho,
como quer ser chamado?
Colibri ou Beija-flor?
Eu o quero beija-flor
porque a mim soa declaração de amor!

Tão pequenino, o menor que há.
Não tem canto melodioso,
dobrado como um melro ou curió.
Não tem a plumagem encorpada
e deslumbrante como outras aves
que voam por todos os céus do mundo.
Mas tem a delicadeza!
A suavidade do seu pequeno corpinho
e a soberania do voo
inigualável em proeza e agilidade.
A nenhum outro pássaro foi dado
fazer as piruetas aéreas que só você faz.
Beija-flor!
Uma variedade sua se espalha
pelo ar, pelas  matas.
Quando você surge agitando asinhas,
num movimento veloz,
voando daqui pra ali,
de lá pra cá,
podemos ter certeza que há uma flor,
por aí, mesmo que escondida,
dispersa entre folhagens.
Casamento perfeito da flor e o colibri!
 

 
                                            Direitos Autorais FBNRJ
                                            Iustração ImagemGoogle



                          




                                    



Nenhum comentário:

Postar um comentário